Archive for the ‘ 1. mestrado (2º ciclo) Programação e Gestão Cultural ’ Category

2º ciclo Programação e Gestão Cultural |candidaturas abertas 4ª ed. 2014-15

anuncio ECAATI_2ºCiclo_Programação e Gestão Cultural_agenda cultural_14-01

novo video culture minds: entrevista a Carlos Martins, Guimarães 2012

Visualize o video da entrevista a Carlos Martins, director executivo de Guimarães 2012, Capital Europeia da Cultura.carlos martins

Carlos Martins está associado a Guimarães 2012 desde a candidatura da cidade a Capital Europeia da Cultura. Contribuiu para o desenho do programa, afastou-se em maio de 2011, acabando por regressar e assumir a direção executiva do evento. É presidente da Agência de Desenvolvimento das Indústrias Criativas, sócio-gerente da OPIUM, empresa de planeamento cultural, territorial e económico, membro do Conselho Nacional de Cultura – Secção das Artes e frequenta o doutoramento em Geografia na Universidade do Porto.

As entrevistas Culture Minds são uma iniciativa do 2º ciclo em Programação e Gestão Cultural da Universidade Lusófona.

 

estrutura curricular | 2º ciclo PGCultural

1º Ano / 1º trimestre

Unidades curriculares Área científica Tipo Tempo de trabalho (horas) Créditos
Total Contacto
Atelier   de Economia e Políticas Culturais

TAC

Trimestral

75

T-12

3

Direito para   as Organizações Culturais

TAC

Trimestral

95

T-15

4

Gestão Estratégica   e Mercados

GA

Trimestral

80

TP-15

3

Práticas da   Arte Contemporânea

TAC

Trimestral

75

T-12

3

1º Ano /2º trimestre

Unidades curriculares Área científica Tipo Tempo de trabalho (horas) Créditos
Total Contacto
Marketing,   Comunicação e Media

GA

Trimestral

100

TP-18

4

Fotografia,   Cinema e Processos Digitais

TAC

Trimestral

75

T-12

3

Gestão de Recursos Humanos

GA

Trimestral

80

TP-15

3

Tendências   Contemporâneas das Artes Performativas

TAC

Trimestral

75

T-12

3

1º Ano / 3º trimestre

Unidades   curriculares Área   científica Tipo Tempo   de trabalho (horas) Créditos
Total Contacto
Cultura Visual

TAC

Trimestral

75

T-12

3

Públicos da Cultura

TAC

Trimestral

80

TP-15

3

Programação Cultural

TAC

Trimestral

100

TP-18

4

Aplicações   Informáticas para a Gestão Cultural

GA

Trimestral

114

TP-24

5

1º Ano / 4º trimestre 

Unidades curriculares Área científica Tipo Tempo de trabalho(horas) Créditos
Total Contacto
Cultura e   Responsabilidade Social

TAC

Trimestral

80

TP-15

3

Produção   Cultural e Equipamentos

TAC

Trimestral

100

TP-18

4

Gestão   Orçamental e Financeira

GA

Trimestral

100

TP-18

4

 

 

 

 


 

1º Ano / 1º e 2º semestre

Unidades curriculares Área científica Tipo Tempo de trabalho (horas) Créditos
Total Contacto
Atelier de Projecto 

TAC

Anual

196

PL-42

8

2º Ano / 1º semestre 

Unidades curriculares Área científica Tipo Tempo de trabalho (horas) Créditos
Total Contacto
Seminário   de Investigação em Programação e Gestão Cultural

TAC

Semestral

750

S-60

30

 

 

2º Ano /2º semestre

Unidades   curriculares Área   científica Tipo Tempo   de trabalho (horas) Créditos
Total Contacto
Redacção de Dissertação

GA

Semestral

750

OT-60

30

corpo docente | resumo

O corpo docente do curso é constituído por professores e investigadores do ensino superior, bem como por especialistas convidados com experiência profissional consolidada nos vários domínios específicos do curso.

 

Anabela Afonso | Jurista especializada em propriedade intelectual

Carla M. Cardoso |Coordenadora executiva do Doclisboa

Cláudia Madeira | Investigadora em Programação Cultural

Eunice Gonçalves Duarte | Investigadora na área das Artes Performativas

Giacomo Scalisi | Programador cultural; Criador do projecto “TODOS- Caminhada de Culturas”

Gisela Nascimento | Investigadora em Psicologia Social e das Organizações, Directora da Pós-Graduação em GRH – na perspectiva da Gestão com as Pessoas

Isabel Soares Moura | Economista e coordenadora da Área de Business Intelligence da Direção Internacional de Negócio da CGD

José Soares Neves | Investigador e Vogal Cons. Directivo Observatório das Actividades Culturais.

Luís Cláudio Ribeiro | doutorado em Comunicação e Cultura (FCSH, UNL). Publicou, desde 1983, sete livros de poemas, três romances e alguns estudos sobre arte e cultura contemporâneas, distribuídos por revistas e jornais da especialidade. 

Miguel Honrado | Programador e Presidente do Conselho de Administração da EGEAC

Paulo Viveiros | Investigador em cinema e animação digital

Pedro Cabrita | Consultor financeiro e docente de Contabilidade Geral [ULHT]

Rita Almeida Dias | Partner da Sustentare Lda., empresa de consultoria especializada em gestão sustentável

Rosa Videira | Advogada, Assessora Jurídica

Rui Matoso | Gestor, consultor e programador cultural

Teresa Mendes Flores | Doutorada em Ciências da Comunicação. Especialista nas áreas da Fotografia, Cinema e Cultura Visual

Teresa Oliveira | Doutorada em Economia da Inovação [ISCTE].

Victor Flores | Investigador em Cultura Visual e em Programação Cultural

pontos fortes // parcerias

1. Formação especializada em Programação Cultural e em Gestão Cultural, explorando-se os vários campos disciplinares com que estas duas áreas trabalham mais regularmente.

No caso da Programação Cultural, o enfoque recai nas políticas culturais, nas artes performativas, arte contemporânea, fotografia e no cinema, cultura visual e nos públicos da cultura. No caso da Gestão Cultural ficam abrangidas as seguintes áreas de formação: estratégia, finanças, recursos humanos, produção, marketing e comunicação

2. Desenvolvimento de um projecto cultural: o plano curricular do curso está sequenciado no sentido de propiciar o progressivo desenvolvimento acompanhado de projectos culturais.  Esse acompanhamento ocorre no Atelier de Projecto, a unidade curricular que acompanha a evolução de cada projecto, e na qual estão ancoradas as diferentes unidades curriculares implicadas no projecto.

3. As aulas funcionam em regime pós-laboral e têm lugar às sextas-feiras [19.00-22.00h] e aos sábados

4. Os Protocolos com a EGEAC e com a Experimenta Design consolidam a dimensão prática e profissional desta formação no que repeita à implementação dos projectos e a estágios nas suas estruturas e equipamentos.

A formação em gestão cultural na ECATI é desde 2005 reconhecida como membro efectivo (Full Member) da Rede Europeia de Centros de Formação em Gestão Cultural (ENCATC). Esta Rede está sediada em Bruxelas e é a única que representa a nível europeu os cursos de formação graduada e pós-graduada em gestão cultural. Pela actividade que tem desenvolvido (conferências, workshops e encontros internacionais), pelas informações que divulga acerca das decisões da Comissão Europeia para a área da Cultura, e sobretudo pelo intercâmbio de alunos entre os seus membros, esta ligação é uma forma privilegiada de creditação e de projecção do nosso curso.

www.encatc.org

 

competências e saídas profissionais //

Este curso habilita os seus alunos para os seguintes conhecimentos, capacidades e competências específicas:

1. Capacidade de conceptualização de uma programação cultural, de planificação da sua estrutura de recursos humanos, comunicacional e económico-financeira.

2. Competência de gestão e cálculo de dados e da sua transposição para um mapa de produção;

3. Conhecimento das políticas culturais nacionais e europeias, assim como dos seus planos de financiamento;

4. Capacidade de uma análise crítica de conteúdos culturais diversos e de desenvolvimento de projectos culturais com possibilidades de integração no meio contextual e transaccional da cultura.

5. Capacidade de recolha de dados empíricos e do seu cruzamento com a respectiva produção teórica da actualidade.

saídas profissionais//

Actividade profissional na área cultural em organizações públicas e privadas- mais especificamente nos campos da programação cultural, gestão cultural, produção, ensino, promoção e divulgação de actividades culturais em organizações tais como: fundações, divisões culturais das autarquias, cine-teatros, companhias de dança, orquestras, associações, bibliotecas e arquivos, galerias de arte, monumentos, museus, sítios arqueológicos classificados, parques temáticos culturais, centros de interpretação, etc.

 

apresentação e objectivos //

O 2º ciclo em Programação e Gestão Cultural é promovido pela Escola de Comunicação, Artes e Tecnologias da Informação [ECATI] da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias no sentido de desenvolver a formação e a qualificação do trabalho profissional na cultura. A sua especificidade reside na conciliação das formações em programação cultural e em gestão cultural, apostando-se na rentabilização das sinergias que estas duas áreas partilham no campo da cultura. O curso é constituído por uma parte escolar no 1º ano lectivo (quatro trimestres) e por um período de investigação e dissertação no 2º ano lectivo (dois semestres). Durante o 1ºano lectivo os alunos são orientados para a planificação e construção de um projecto cultural da sua autoria. No 2º ano constitui-se o projecto de dissertação e a sua redacção.

O curso destina-se a titulares do grau de licenciatura e a detentores de um curriculum profissional relevante na área cultural.

objectivos //

Responder a um novo cenário cultural que as últimas duas décadas têm construído:

a) uma gradual consolidação dos Pelouros e das Divisões Culturais das Autarquias e uma crescente criação de equipamentos culturais municipais, tais como os Cine-Teatros, Arquivos, Galerias, Fonotecas, Bedetecas e Auditórios, entre outros, que têm reclamado a necessidade de profissionais qualificados e cientificamente actualizados;

b) um gradual reconhecimento da cultura como um factor de desenvolvimento, o que vem exigindo que se consolidem linhas de investigação científica nas áreas da Programação e Gestão Cultural